ClicaVerdade

Operação da PF no RJ combate extração ilegal de areia no Rio Guandu


A Delegacia de Polícia Federal em Nova Iguaçu deflagrou hoje (17) a Operação Peneira, para reprimir a extração mineral clandestina na região de Seropédica, na Baixada Fluminense. A ação é desenvolvida no âmbito da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico e com apoio da Agência Nacional de Mineração (ANM).

Segundo a polícia, os criminosos extraíam areia ilegalmente em uma área extensa próxima ao Rio Guandu, principal fonte de abastecimento de água de vários municípios do Estado do Rio de Janeiro.

Um dos responsáveis pelo areal foi preso em flagrante, e foram apreendidos documentos, um caminhão e uma retroescavadeira. A areia extraída ilegalmente era vendida para casas de material de construção que, posteriormente, revendiam o material, sem pagamento de qualquer imposto.

Meio ambiente

A região, que tem presença de milicianos, é conhecida por abrigar locais de retirada de areia sem autorização do poder público, que além de configurar crime de usurpação do patrimônio da União, causa graves prejuízos ambientais, podendo afetar a população local e outros municípios.

Os prejuízos ambientais incluem supressão da vegetação, afugentamento de animais, contaminação da água por combustíveis, óleos lubrificantes, substâncias revolvidas do próprio solo e alteração de lençóis freáticos. A atividade também converte o terreno em área inabitável, estéril e com profundos lagos de lama e montes de areia que são deixados para trás na medida em que se tornam menos produtivos.



Agência EBC

ClicaVerdade