Conecte-se conosco

Economia

CONSELHO MUNICIPAL DA SAÚDE REUNIU-SE PARA APROVAÇÃO DE GASTOS NO ULTIMO QUADRIMESTRE DE 2022

Publicado em

em

Na semana que passou o Conselho Municipal da Saúde reuniu-se para discutir a execução de despesas e receitas do ultimo quadrimestre de 2022. Com a presença de todos os Conselheiros que representam as comunidades e entidades do Município de Vista Gaúcha, Administração Municipal e Secretário Municipal da Saúde o encontro aconteceu na sala de reuniões da Secretaria Municipal da Saúde. Neste período foram gastos R$ 1.413,001,22 (Um milhão, quatrocentos e treze mil, um real e vinte e dois centavos), da esfera Municipal, já da fonte Estadual foram gastos R$ 249.170,11 (Duzentos e quarenta e nove mil, cento e setenta reais e onze centavos), e fonte Federal foram gastos R$ 692.880,18 (Seiscentos e noventa e dois mil, oitocentos e oitenta reais e dezoito centavos). O Município de Vista Gaúcha investiu em saúde no ano de 2022 o montante de R$ 4.082,569,62 (Quatro milhões, oitenta e dois mil, quinhentos e sessenta e nove reais e sessenta e dois centavos), perfazendo um percentual de 22,13% do orçamento Publico Municipal. O Presidente do conselho Municipal da saúde José Olímpio Dorneles destacou quanto é importante o investimento que o Município de Vista Gaúcha faz na saúde de sua população, a nós conselho cabe definir onde será aplicado os recursos para melhor atender a população, o Prefeito Locatelli destacou que a Administração tem com prioridade oportunizar uma qualidade de vida melhor a nossa população e para isso não medimos esforços para colocar recursos na área da saúde, por sua vez o Secretário da Saúde Ivair Goncalves Vieira destacou que saúde não pode se deixar para depois, temos que estar sempre disponível para atender bem a nossa comunidade independente de que hora for, para isso estamos com uma equipe de profissionais sempre a dispor da comunidade bem como demais funcionários e um boa frota de veículos para atender bem nosso povo.

Continue lendo
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma Resposta

Economia

EX-PREFEITO DE VISTA GAÚCHA CELSO JOSÉ DAL CERO TEM SUAS CONTAS APROVADAS PELO TCE/RS

Publicado em

em

De acordo com o Processo nº 002239-02.00/20-5 da Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul julgou favoráveis as contas do Ex-prefeito Celso José Dal Cero, do exercício de 2020. De acordo com o Parecer nº 21.781 de 08 de março de 2023, do tribunal de Contas do estado RS, emitiu Parecer favorável à aprovação das contas anuais do Senhor Celso José Dal Cero, Administrador do Executivo Municipal de Vista Gaúcha no Exercício de 2020, com fundamento no artigo 75, inciso II, do Regimento Interno deste Tribunal c/c o parágrafo único do artigo 3º da Resolução TCE 1.142/2021. “Para o Ex-prefeito Celso José Dal Cero, é uma demonstração de seriedade e comprometimento com o dinheiro público, este é o resultado de um trabalho coletivo de um gestor que teve por finalidade a transparência e o bom uso dos recursos públicos.” Agora o processo somente precisa apreciação da Câmara de Vereadores para fins de julgamento da decisão do TCE-RS, o que deverá acontecer tão logo o TCE/RS remeter para analise a esta casa legislativa. Vale ressaltar que nos anos de 2017, 2018 e 2019 já tinha sido aprovado às contas sem devolução de recursos ao erário publico.

Continue lendo

Economia

Região Celeiro mantém estabilidade em Índice de Desenvolvimento Social e Economico.

Publicado em

em

A Região Celeiro não teve variações nos dados do Índice de Desenvolvimento Social e Econômico, IDESE, segundo o Departamento de Economia e Estatística, tendo em vista o desempenho dos municípios nas categorias de Educação, Renda e Saúde.

Nos 21 municípios da Região Celeiro houve uma estabilidade mediana. Em 2019 o índice era de 0.762 enquanto em 2020 esse número estava em 0.762. Quanto mais próximo de 1 melhor é o Idese da Região. A pandemia e a seca registrada nos últimos três ciclos agrícolas prejudicaram o possível crescimento da região.

Entre os municípios da microrregião, Vista Gaúcha se destaca com índice de 0.795. O melhor desempenho do município vem da categoria saúde, com índice de 0.851. No quesito educação, o município registrou índice de 0.789 e em renda 0.744. Com esses números, o município governado por Claudemir José Locatelli ocupa a posição 114º no ranking estadual.

Tenente Portela ocupa a posição 281º lugar no ranking estadual com um índice de 0.750. O índice saúde também é o que apresenta o melhor desempenho em Tenente Portela com 0.834. Administrado por Rosemar Sala, Tenente Portela apresenta índice de 0.730 em Educação e 0.688 em renda.

Com índice de 0.746, Derrubadas ocupa a posição 299º no ranking estadual. A posição de Derrubadas só não é maior devido à renda que apresenta índice de 0.611. No quesito educação com índice de 0.805 e saúde com 0.823, o município administrado por Alair Cemin está entre os melhores do estado.

Barra do Guarita, administrado por Rodrigo Locatelli Tissot ocupa o 407ª lugar no ranking estadual com índice de 0.709, sendo esse número a mediana de 0.780 em educação, 0.492 em renda e 0.854 em saúde. Como os números mostram, o município também se destaca em saúde, mas tem seus dados rebaixados pelos resultados em renda.

Já o município de Miraguaí, que está sendo administrada de forma interina e terá eleição para definir prefeito e vice marcada para o dia 5 de março, ocupa a posição 200º no ranking entre todas as cidades do Rio Grande do Sul. O índice Idese de Miraguaí é de 0.773, sendo que saúde também é grande destaque com índice de 0.888. Educação é de 0.763 e renda de 0.667.

Redentora, que também vive uma situação eleitoral, está na posição 494. Uma das piores do estado. Essa posição é reflexo do índice 0.629 no índice do Idese, sendo 0.639 em educação, 0.410 e, renda e 0.838 em saúde.

Ao analisar os dados dos municípios da região, se percebe que o grande problema a ser superado ainda está relacionado a geração de renda. Os municípios da região apresentam grandes resultados em saúde e resultados medianos em educação. O grande problema acaba sendo mesmo na geração de emprego e renda. Problema antigo.

No estado os números calculados pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), mostram que o principal fator para a baixa foram os indicadores do bloco

relativo à Renda, referente à geração e apropriação de riqueza no Estado, que passou de 0,751 em 2019 para 0,723 em 2020, o menor da série histórica. Além do impacto da pandemia na economia gaúcha, a estiagem registrada no ano também repercutiu no índice.

Entre os componentes do Idese, o bloco Saúde permanece com o desempenho mais elevado, passando de 0,830 em 2019 para 0,834 em 2020, enquanto o bloco Educação permaneceu estável na comparação com o ano anterior (0,747), ainda sem captar os principais impactos da pandemia sobre o ensino, uma vez que não há aplicação da prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) em 2020. Os índices acima do patamar de 0,800 são considerados de alto desenvolvimento.

Fonte; Rádio Província
Por; Jonas Martins

Continue lendo