O governador Ranolfo Vieira Júnior participou, neste domingo (1º/5), em Caxias do Sul, da cerimônia de abertura da 24º Surdolimpíadas de verão. O Brasil é o primeiro país da América Latina a sediar a competição multidesportiva, que existe há 98 anos. O evento ocorre até 15 de maio. Também estiveram presentes o ministro da Cidadania, Ronaldo Vieira Bento, e a primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro.

Ranolfo falou sobre a tradição do evento realizado desde 1924. “Pela primeira vez temos as Surdolimpíadas ocorrendo no Brasil e é com muita honra que recebemos estes jogos aqui no Rio Grande do Sul. É um evento de integração entre mais de 70 países por meio do esporte e da inclusão. Que seja um excelente evento para todos”, afirmou.



52043868099 4a3deec7d1 k

Anfitrião, Brasil tem maior número de participantes, com 199 surdoatletas
Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

No espetáculo de abertura, as delegações dos 77 países participantes desfilaram no ginásio do Centro Esportivo Sesi, sob aplausos e vibração do público. Também marcaram a abertura apresentações de dança tradicionalista gaúcha e contemporânea, além das presenças da ex-ginasta Daiane dos Santos e a ex-atleta pentacampeã de triatlo Susana Schnarndorf.

Organizados pelo Comitê Internacional de Esportes para Surdos (ICSD na sigla inglês de International Committee of Sports for the Deaf), os jogos receberam R$ 2,5 milhões do governo do Estado, por meio do programa Avançar no Esporte, para apoiar a sua realização.

Os recursos, aportados pela Secretaria do Esporte e Lazer (Sel), foram investidos em reformas de ginásios, infraestruturas, locais de competições e quadras. “Este investimento de R$ 2,5 milhões servirá como base para receber e sediar a Surdolimpíada, mas também ficará como legado para todos aqueles que irão desfrutar destes espaços e estruturas no futuro”, afirmou a secretária do Esporte e Lazer, Letícia Boll Vargas.



52043673623 edeb74e97b k

Abertura teve espetáculo com dança tradicionalista gaúcha e contemporânea
Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Conforme a titular da pasta, a Sel participou ativamente da organização com a finalidade de incentivar e garantir que a 24ª edição dos jogos tenha visibilidade. Serão 20 modalidades, com 1.370 medalhas em disputa por 4.482 surdoatletas.

Anfitrião dos jogos, o Brasil – com 199 atletas, sendo 110 homens e 89 mulheres – tem uma delegação tem 237 pessoas, somando os 38 integrantes de comissões técnicas. Do total de brasileiros, 45 são gaúchos.

As Surdolimpíadas ocorrem a cada quatro anos e ficam somente atrás dos Jogos Olímpicos como o evento multiesportivo mais antigo do mundo. A sua primeira edição foi realizada em Paris, em 1924, e ficou marcada como o primeiro evento esportivo para as pessoas com deficiências. A edição mais recente foi em Samsun, na Turquia, em 2017. Em razão da pandemia do coronavírus, o intervalo de quatro anos foi ampliado para cinco.

Programa Avançar

O Avançar é um programa transversal de investimentos do governo do Estado, que envolve iniciativas com as quais o governo pretende acelerar o crescimento econômico do Estado e melhorar a qualidade da prestação de serviços à população.

Somente para investimentos no esporte, o Avançar já destinou R$ 88,9 milhões. No total, o programa já anunciou R$ 6,3 bilhões em investimentos em diferentes áreas.



52042575642 a8489ccf7e k

Participam dos 15 dias de jogos 4.482 surdoatletas, de 77 países, disputando 20 modalidades esportivas
Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Locais de realização das competições das Surdolimpíadas:
• Universidade de Caxias do Sul (UCS)
• Pavilhões da Festa da Uva (Centro Olímpico)
• Santuário de Caravaggio
• Estádio Centenário
• CT do Juventude
• Fundação Marcopolo
• Estádio municipal de Caxias do Sul
• Complexo do Sesi
• Ginásio do Vasco da Gama
• Golf Club
• Recreio da Juventude
• Parque Salto Ventoso
• Town Hall

Texto: Thamíris Mondin e Giovanni Disegna
Edição: Marcelo Flach/Secom



Governo do Estado do RS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.