Após atingir marcas histórias em operações de crédito ao longo de 2021, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) inicia 2022 com ritmo acelerado nos financiamentos para os diferentes setores econômicos do Rio Grande do Sul. Nos primeiros três meses, o banco registra R$ 311,12 milhões em novos investimentos apenas no Estado – crescimento de 26% se comparado ao mesmo período de 2021 (R$ 246,56 milhões). Somados, os segmentos da indústria de transformação, do comércio e o de serviços respondem por 78% do volume de recurso contratado no trimestre.

O total de investimentos no RS alcança 51% de todas as operações de financiamento do banco nos três Estados onde opera, que entre janeiro e março registrou R$ 610,72 milhões. No mesmo intervalo do ano passado, o total na região Sul ficou em R$ 456,49 milhões. “Por conta dos efeitos da estiagem sobre a safra, a economia gaúcha tem enormes desafios neste ano. Por isso, importante que o banco continue cumprindo com sua missão estratégica de apoiar os diferentes setores”, afirma o diretor de Planejamento do BRDE, Otomar Vivian.



BRDE contratações

Contratações, por setor, no RS, de janeiro a março de 2022

No ano passado, o BRDE fechou com R$ 1,43 bilhão em novos investimentos apenas no RS, com os maiores desempenhos ficando com o agronegócio e a indústria de transformação. As contratações em toda a região Sul igualmente atingiram uma marca histórica: R$ 4,1 bilhões de novos financiamentos. “Os resultados alcançados no primeiro trimestre indicam para um desempenho promissor em 2022, uma vez que o agro, que representa 60% das nossas operações, terá suas contratações ocorrendo em maior volume nos próximos períodos”, anima-se a diretor de Operações do BRDE, Leany Lemos.

Números de contratos

Puxado especialmente pelo programa Juro Zero RS, o número de contratos teve crescimento exponencial no primeiro trimestre deste ano, com um total de 5.823 operações, algo que chega a superar o total que o banco normalmente desempenhava em 12 meses e considerado os Estados onde atua.

Por meio do programa que tem os juros do financiamento bancados pelo governo do Estado, o BRDE já contabiliza mais de 3 mil contratações em dois meses desde que foi lançado, o que representa R$ 178,5 milhões disponibilizados para empresas de pequeno porte, microempresas e microempreendedores individuais (MEI). “O BRDE vem cumprindo uma missão estratégica neste momento de retomada da economia, realizando grande esforço interno para viabilizar um volume jamais visto em termos de contratações em favor das pequenas empresas”, destacou Leany Lemos.

No primeiro trimestre, do total de contratações o comércio responde sozinho por 2.419 participações (R$ 78,64 milhões), seguido da indústria (919 contratações – R$ 94,84 milhões) e transporte, com 488 operações de crédito (R$ 22,74 milhões). “Além do Juro Zero RS, o banco está com uma nova matriz de programas para estar mais alinhado às reais necessidades de quem quer empreender no estado, o incluiu empresas lideradas por mulheres, pelos jovens e projetos vinculadas à pauta da sustentabilidade”, acrescentou o diretor Otomar Vivian.

Texto: Pepo Kerschner/Ascom BRDE
Edição: Marcelo Flach/Secom



Governo do Estado do RS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.