O governador Eduardo Leite e o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, oficializaram nesta sexta-feira (18/3) a passagem do comando-geral da Brigada Militar (BM). A solenidade foi realizada no Departamento de Ensino da BM, em Porto Alegre.

O coronel Vanius Cesar Santarosa, que foi para a reserva remunerada em fevereiro deste ano, transmitiu o cargo de comandante-geral para o coronel Cláudio dos Santos Feoli. Feoli, por sua vez, passou a função de subcomandante-geral para o coronel Douglas da Rosa.

O governador agradeceu pela dedicação do coronel Santarosa no comando da instituição. “Minha gratidão ao coronel Vanius Santarosa por ter desempenhado a função como comandante da BM com total desvelo e dedicação, entregando resultados muito concretos para a segurança pública do nosso Estado. Agradeço não apenas pelo que foi feito como comandante, mas por uma vida inteira dedicada à segurança pública”, disse o governador, que também desejou sucesso ao novo comandante. “Temos muita confiança no coronel Feoli, um profissional com longa trajetória de demonstrada competência na Brigada Militar. Isso nos dá muita confiança do que vem pela frente. O desafio não é outro senão o de manter o Estado neste caminho de redução de indicadores de criminalidade, o que atestado pelos números e percebido pela população”, disse Leite.



51945916111 7b21a469ae k

“Quero agradecer aos brigadianos e às brigadianas pela proteção que dão à sociedade gaúcha diuturnamente”, disse Ranolfo
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

O vice-governador Ranolfo falou sobre os avanços que o Estado vive na área da segurança. “O nosso governo priorizou a Segurança Pública desde o início e isso se reflete na redução dos indicadores de criminalidade. Fechamos 2021 com a redução de 2.056 vítimas de homicídio. Em 2018 tivemos 16 mil roubos de veículos e fechamos 2021 com menos de 5 mil. São dados que falam por si só. E aqui, na casa da Brigada Militar, quero agradecer aos brigadianos e brigadianas que ajudaram a alcançar esses resultados, pela proteção que dão à sociedade gaúcha diuturnamente”, afirmou Ranolfo.

Novo comandante, coronel Feoli nasceu em Porto Alegre, tem 48 anos e ingressou na BM em fevereiro de 1991. É graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela PUCRS (2002) e pós-graduado em Segurança Pública e Estado Democrático de Direito pela Faculdade do Ministério Público (2011) e em Políticas e Gestão de Segurança Pública pela Faculdade Estácio de Sá (2017).

Atuou como oficial superior no antigo Batalhão de Operações Especiais (BOE), no gabinete do comando-geral, na Casa Militar e como comandante do 1º Batalhão de Polícia de Choque. Depois, assumiu a chefia do Comando de Policiamento de Choque (CP Choque), criado em dezembro de 2020 para centralizar a gestão dos seis BP Choques do Estado. Em maio de 2021, tomou posse oficialmente como subcomandante-geral da BM, cargo que deixa para assumir o mais alto posto da corporação.



51946226254 fefc465b91 k

Na solenidade, governador Leite e coronel Feoli acompanharam desfile de tropas da BM na Academia de Polícia Militar
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

“É uma grande honra assumir o comando e os desafios são inúmeros. O que mais nos instiga é continuar reduzindo os índices de criminalidade integrados com outros órgãos de segurança. Para isso temos entregas muito importantes de equipamentos e viaturas que estão sendo feitas, o que torna o desafio facilitado e nos ajuda a promover mais segurança”, disse o coronel Feoli.

Natural de Bento Gonçalves, o coronel Santarosa tem 53 anos e ingressou na carreira de oficiais da BM em fevereiro de 1987. Em 19 de fevereiro, completou 35 anos de serviço ativo, limite para a passagem compulsória para a reserva remunerada. Foi pela carreira na BM que Santarosa realizou o sonho de se tornar piloto de avião. Nas mais de três décadas como brigadiano, passou 15 anos ligado ao Batalhão de Aviação da BM (BAV-BM).

Promovido a coronel, assumiu a direção do Departamento de Informática da BM e, em novembro de 2019, chegou ao posto de subcomandante-geral, no qual permaneceu até 1º de abril de 2021, quando assumiu o mais alto cargo da corporação. “Foi uma honra integrar essa tropa. Sinto-me extremamente feliz por estar passando o comando a um amigo, que com certeza elevará ainda mais os níveis de desempenho”, disse o coronel Santarosa.

Entrega de viaturas

Depois da solenidade de troca de comando, ocorreu o ato de entrega de 70 viaturas semiblindadas para a corporação. São 51 caminhonetes Hilux e 19 SW4. O investimento é de R$ 18,7 milhões, sendo R$ 18,2 milhões de recursos do Estado por meio do programa Avançar e o restante do Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança Pública (Piseg).



51945987458 2b66bf9b8c k

Foram entregues 70 viaturas para 11 municípios
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini

“Todas as viaturas adquiridas pelo governo do Estado são semiblindadas para dar mais segurança para quem faz segurança”, disse o governador. O investimento beneficiará os municípios de Porto Alegre, Sapucaia do Sul, Guaíba, Eldorado do Sul, Santa Maria, Passo Fundo, Caxias do Sul, Pelotas, Uruguaiana, Lajeado e Santa Cruz do Sul.

Os recursos do programa Avançar utilizados para a compra das viaturas integram um montante de R$ 280 milhões destinado para investimentos na segurança pública do Estado.

Texto: Thamíris Mondin
Edição: Marcelo Flach/Secom



Governo do Estado do RS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.