“Me senti na obrigação de contribuir com o Estado”, diz Locatelli

Spread the love

O engenheiro agrônomo e ex-prefeito Claudemir José Locatelli , assumiu o cargo de secretário adjunto da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) do RS

Nomeado há cerca de um mês como secretário adjunto da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) do RS, o engenheiro agrônomo e ex-prefeito Claudemir José Locatelli, concedeu entrevista na última semana a Rádio Web A Verdade e falou sobre as os desafios frente a uma das principais secretarias do governo Sartori, já que a agricultura familiar é responsável por uma parcela expressiva da economia gaúcha.

“Me sinto muito feliz por ter recebido mais uma vez o convite para assumir um cargo no Governo do Estado do RS”, disse Locatelli que contou que esta foi a terceira vez que foi chamado para assumir um cargo no primeiro escalão do Estado, mas que por duas vezes não aceitou o convite por estar a frente da prefeitura de Vista Gaúcha, como prefeito. “Eu tinha um compromisso com a população de Vista Gaúcha”, ressaltou. Mas neste ano quando Sartori lhe fez o convite, não hesitou. “Me senti na obrigação de contribuir com o Estado. Eu sei que posso contribuir com o meu trabalho, ainda mais quando se é designado para trabalhar com a agricultura familiar , promovendo o desenvolvimento rural do Estado”, frizou.

A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado saiu no dia 15 de maio e no dia 18 Locatelli assumiu a Secretaria de Estado interinamente durante os 15 dias de férias do titular da pasta, Tarcisio Minetto.

Fortalecimento do setor hortifrutigranjeiro

Nos 15 dias em que esteve a frente da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Locatelli disse que foi possível desenvolver várias ações , entre elas, algumas que vieram beneficiar os município da Região Celeiro (AMUCELEIRO), como o projeto para fortalecimento do setor de hortifrutigranjeiros. “Liberamos quatro caminhões Furgão para os municípios de Tenente Portela, Criciumal, Chiapetta e Santo Augusto através do projeto de modernização de centros de recolhimento de produtos hortifrutigranjeiros para as associações credenciadas, incentivando produtores e favorecendo a comercialização dos produtos”, destacou.

Incentivo à permanência do jovem no campo

Entre os programas destacados pelo secretário, está o programa de incentivo a permanência do jovem na propriedade rural, através de Bolsa Juventude Rural destinada a estudantes do 2º e 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas estaduais. A iniciativa é fazer com que os jovens implantem projetos produtivos em suas propriedades, juntamente com os pais, por meio de uma parceria com a Emater. O programa deve contemplar 500 jovens no Estado.

“Até o momento, pelo menos treze municípios da região Celeiro foram contemplados e inclusive três estudantes da Escola Estadual Érico Veríssimo de Vista Gaúcha. Cada estudante ganha por dez meses consecutivos uma bolsa mensal no valor de R$ 200 e posteriormente os vinte melhores projetos desenvolvidos junto as propriedades serão contemplados com o valor de R$ 10 mil”, explicou Locatelli.

Apoio e ampliação da infraestrutura rural

Locatelli destacou que a ampliação e a infraestrutura da propriedade rural também estão entre as prioridades da Secretaria e citou o programa que possibilita a construção de açudes sem custo ao pequeno produtor. “Cinco municípios da região Celeiro foram contemplados com esse projeto. Os municípios de Crissiumal, Barra do Guarita, Derrubadas, Três Passos e São Martinho. Esse programa contempla oito produtores por município para construção de açudes, sendo as máquinas contratadas pelo Governo do Estado através da Secretaria de Desenvolvimento Rural”, falou o secretário.

Produção leiteira

A produção leiteira também tem a atenção especial da Secretaria Desenvolvimento Rural. O secretário destacou que através do Programa Leite Gaúcho e Pecuária Familiar, possibilita o financiamento de milho e forrageiros, através de associações e entidades credenciadas junto a Secretaria de Desenvolvimento

Rural com Subsidio de 30% no pagamento. “O Governo do Estado vem pagando rigorosamente em dia as sementeiras”, salientou Locatelli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parceiros2
Parceiros
MegaNet